Transplante de Córnea

Transplante de Córnea

Transplante de Córnea

Neste procedimento, a córnea doente é substituída por uma córnea saudável de um doador do banco de olhos. O transplante é indicado em casos de patologias como: ceratocone, ceratopatia bolhosa, úlcera de córnea, leucomas corneanos, herpes ocular e traumas como perfurações, entre outros.

Quais são os tipos de transplante?

Existem 3 modalidades de transplante de córnea: ceratoplastia penetrante, transplante lamelar e endotelial. Na primeira, toda a córnea é trocada. Já nas outras duas modalidades, somente uma parte da córnea é substituída. O cirurgião responsável avalia qual o transplante mais adequado para cada paciente, de acordo com a causa da patologia.

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia pode ser feita com sedação, anestesia geral ou anestesia local, dependendo da condição clínica do paciente. A alta é dada no mesmo dia do transplante, com oclusão do olho operado.

Como é o pós-operatório?

Os cuidados pós-operatórios são fundamentais para garantir o sucesso do transplante, já que o resultado visual não é imediato. A sutura feita após o procedimento deve ser retirada de modo criterioso, para garantir o sucesso da cirurgia. O paciente pode ter a necessidade de usar óculos ou lentes de contato até o restabelecimento total da visão.

Quando precisamos de um transplante de córnea?

O olho humano tem 3 grandes estruturas principais pela visão: córnea, cristalino e retina. A mais externa é a córnea, e quando ela perde sua transparência ou ela se torna muito irregular, as imagens perdem a nitidez e a visão piora. Quando os tratamentos clínicos e tratamentos cirúrgicos menos invasivos já foram tentados anteriormente e não trouxeram o sucesso desejado…o transplante de córnea é indicado. Ao contrário dos outros órgãos, não há necessidade, na maioria dos casos, de imunossupressão. Isso se deve porque a córnea tem o chamado privilégio imunológico! Isto é, ela não é alimentada por vasos sanguíneos.
O transplante consiste em retirar o tecido doente e substituir por uma córnea doada, e com suturas(pontos), fixa-la. Nós últimos anos ocorreram avanços nesta área, podendo ser utilizado um laser específico (laser de femtosegundo) para ajudar na cirurgia e deixa-la mais precisa.
Existem diversos tipos de transplante. Desde transplantes penetrantes em que se substituem a totalidade da córnea. Podemos ainda realizar o transplante parcial da córnea (lamelar anterior e profundo, sendo este último mais conhecido como endotelial), assim diminuindo os riscos e melhorando os resultados finais.