O que é CXL ou crosslinking de colágeno

A reticulação é um procedimento médico que combina o uso de luz ultravioleta e colírio de riboflavina.
A reticulação do colágeno envolve a remoção da camada de células epiteliais da superfície da córnea, saturação da córnea com riboflavina a 0,1% por 30 minutos (aplica-se 1 gota a cada 2 minutos) seguida de aplicação de luz UV por 30 minutos. Tradidionalmente, espessura da córnea precisa ser superior a 400 mícrons para que o procedimento seja seguro e mais eficaz. O Crosslinking
(CXL) tem sido usado por muitos anos no campo da Odontologia, e foi lá que começou… Só a partir de 1998, foi usado pela primeira vez para tratar o ceratocone.

A técnica foi desenvolvida por Theo Seiler em Dresden. Os tratamentos começaram em 1998, embora inicialmente apenas um punhado fosse realizado a cada ano, e só alguns anos depois a clínica de Dresden estava tratando mais de 100 pacientes por ano com CXL! O CXL funciona aumentando as “reticulações” do colágeno, que são as “âncoras” naturais dentro da córnea.

Essas âncoras são responsáveis ​​​​por impedir que a córnea fique saliente e se torne íngreme e irregular, como no ceratocone.

Este processo foi demonstrado em estudos laboratoriais e clínicos para aumentar a quantidade de reticulação (ou pense em força mesmo) d0 colágeno na córnea e, portanto, fortalecer sua córnea.

OK, então vamos começar com dois pontos importantes:

Em primeiro lugar, a ligação cruzada de colágeno não é uma cura para o ceratocone. Esta não é a minha opinião, é um fato – qualquer um que proclame isso como uma cura está sendo um pouco “indelicado”. Muitas pessoas já tiveram CXL e é de fato um tratamento para o ceratocone, que vale a pena investigar para ver se é adequado para você.

O que o CXL promove? Quem deve tê-lo?

Então, o que é isso exatamente? O CXL acelera o processo de envelhecimento e endurecimento da córnea, chegando ao ponto em que o ceratocone pararia de progredir naturalmente. Então, se você tem 20 anos, sua córnea pode ser cerca de 25 anos mais velha que você – por assim dizer. É por esta razão que diversos centros de tratamento estabeleceram 40 anos como o limite máximo de idade para seus testes CXL (após 40 a maioria das córneas engrossam naturalmente). Um efeito colateral é que ela pode ser endurecida e achatada ao mesmo tempo. O CXL é equivalente ao espessamento progressivo da córnea ao longo da vida, portanto, em teoria, esse é um tratamento que deve ser feito apenas uma vez. Além disso, quanto mais velho você for, menos provável será que o CXL seja de alguma utilidade para você.

Diversos cirurgiões oftalmológicos acreditam que o ceratocone seja uma doença infantil e, como tal, quanto mais cedo você for diagnosticado e tratado será melhor. Isso também pode significar que você pode evitar um transplante de córnea posteriormente.

Se você usa lentes RGP há anos e seu ceratocone esteja estável (não está progredindo), é improvável que você seja um candidato viável.

Apenas 1 em cada 4 precisa de um transplante de córnea, aproximadamente. Dito isto, se o seu ceratocone permanecer instável, novamente, vale a pena investigar o CXL. O objetivo deste tratamento é interromper a progressão do ceratocone em estágios leves ou iniciais e evitar uma maior deterioração da visão e com alguma sorte – a necessidade de transplante de córnea. Óculos ou lentes de contato provavelmente ainda serão necessários após o tratamento de reticulação (já que sua prescrição pode ter mudado um pouco), mas espera-se que a longo prazo possa impedir uma maior deterioração da visão.

Eu devo fazer CXL?

Se você tem KC diagnosticado precocemente ou leve que está progredindo – você pode considerar cxl. Alguns pacientes optam por ter cxl não esperando por sinais óbvios de progressão (alterações/perda da visão) e fazendo dois exames topográficos com 6 meses de intervalo para detectar essa progressão.

Procure aconselhamento em nossa clínica oftalmológica. Estaremos à sua disposição e será um prazer poder auxiliar no seu tratamento.