Cirurgia de Vitrectomia

Cirurgia de Vitrectomia

A cirurgia de vitrectomia tem o objetivo de remover o gel vítreo, um fluido gelatinoso e transparente que ocupa a maior parte do globo ocular, evitando assim danos irreversíveis à visão. Ela é indicada no tratamento de diversas doenças dos olhos, como: descolamento de retina; buraco macular; membrana epirretiniana; hemorragia no vítreo; crescimento exagerado de novos vasos sanguíneos na retina; corpo estranho na cavidade vítrea após trauma ocular; e hemorragia vítrea, esta última, na maior parte vezes, causada pela retinopatia diabética.

Quais são os tipos de cirurgias?

Vitrectomia posterior

A vitrectomia posterior com uso de laser é realizada, geralmente, em situações acompanhadas de rasgaduras ou de alterações vasculares na retina, impedindo descolamento ou hemorragias secundárias. Na maior parte das vezes, é realizada com anestesia local.

Vitrectomia via pars plana

É um termo geral para designar um grupo de operações realizadas na cavidade vítrea que visam remover parte ou a totalidade do vítreo.

Vitrectomia anterior

É realizada através do segmento anterior da córnea. Habitualmente, é indicada em casos de complicações decorrentes da cirurgia de catarata, quando há ruptura da cápsula posterior, removendo pequenas porções do vítreo.
Como é o pós-operatório?

A recuperação pode durar várias semanas. A utilização de colírios (gotas) de antibióticos e anti-inflamatórios deve ser efetuada durante todo o tempo de recuperação.